O que sentimos sobre o nosso Brasil quando vamos morar em outro país?

Por Jonas Vieira

Depois de dois anos de experiência vivendo em um outro país, na Alemanha, quando voltei para o Brasil, por decisão própria pois recebi pedido para continuar em meu estágio. Quando cheguei no Brasil tive duas sensações, sentimentos. O primeiro foi de alegria, que estava de volta com minha família, amigos, meu povo. Que estava no local onde cresci e construí toda minha estrutura de vida. Mas a segunda sensação foi um pouco diferente, foi um pouco de revolta, com uma mistura de decepção, mas também com um sentimento inconformado. Me fiz uma pergunta: “Como pode um país com tanto potencial estar nessa condição hoje?” Muitas vezes as pessoas que nunca tiveram uma experiência internacional falam e pensam que o Brasil é um país que nunca vai dar certo, que não tem jeito mesmo. Mas a maioria das pessoas que conheço que já tiveram essa experiência internacional, e são bastante, o sentimento é exatamente ao contrário. Chegamos em países considerados de primeiro mundo e vemos que o Brasil tem sim potencial de ser igual e até melhor que esses países. Que o capital humano que temos, ao mesmo tempo que hoje está direcionado para esse “jeitinho brasileiro”, tem um potencial gigantesco de se tornar a razão para nos tornarmos a potência mundial do próximo século, ou quem sabe da próxima década. Meu propósito e o de muito que já viveram isso, é hoje melhorar o nosso país, e na minha visão, o único caminha para que isso se concretize é investindo em educação. EDUCAÇÃO É INVESTIMENTO, não é gasto. E se admiramos as grandes pessoas influentes do mundo antigo e moderno, se admiramos as grandes potencias e invenções genais do mundo, é tudo graças a educação. E vou mais longe, se hoje estamos aumentando a expectativa de vida das pessoas, melhorando serviços médicos, realmente qualidade de vida para nós, é tudo graças a educação. Antigamente as pessoas morriam de cólera, uma doença que matou muita gente porque era transmitida pela água e as pessoas não sabiam disso. Faltava conhecimento, base da educação. Quer mudar de vida, mudar o rumo do seu futuro? Quer fazer a diferença no mundo, contribuir para a nossa melhoria? Invista em educação, em conhecimento. Educação não é diploma, educação é conhecimento!
[DISPLAY_ULTIMATE_SOCIAL_ICONS]