O BICHO PAPÃO DO INGLÊS

O BICHO PAPÃO DO INGLÊS

Se você assim como eu sempre teve medo de aprender inglês ou acha que é difícil, continua lendo essa publicação porque eu tenho uma notícia pra te dar.

A referência pode até ser infantil, mas faz a referência perfeita quando se trata de aprender inglês

Desde pequena aprender inglês parecia um tanto quanto distante da minha realidade, eu sempre estudei em escola pública, e pelo menos na escola em que estudei o ensino sempre foi o básico como: alfabeto, números, cores, animais, e uma longa jornada para aprender o verbo TO BE, e de certa forma isso me fez ter um pouco de bloqueio com relação ao inglês.

Os anos se passaram

E eu sempre fui muito engajada com projetos sociais voltado para jovens, e em um desses projetos que tive a oportunidade de participar comecei a fazer um ciclo de amizades internacional, tive a oportunidade de conversar com gringos das mais diversas culturas, e por incrível que pareça, eles arranhavam no espanhol ou português, o que me deixava aliviada porque eu não sabia falar inglês, e todos eles falavam inglês além de outros idiomas, isso foi um fator o qual me deixou decepcionada comigo mesma, mas logo falo sobre isso.

Foi uma fase incrível da minha vida, eu estava em Sorocaba (cidade a qual resido atualmente), e conhecendo pessoas de outros países, eu tinha diversas culturas ao meu redor como, Alemanha, Estônia, Itália, Colômbia, Moçambique, Holanda e Tunísia. Mas como nem tudo são flores, chegou determinado dia em que fiquei responsável por orientar alguns desses gringos em um projeto, e alguns não sabiam espanhol, apenas inglês, no caso era uma Holandesa, e a Estoniana, pois é, eu passei um perrengue pra poder me comunicar, suei frio e passei vergonha, essa foi a segunda decepção comigo mesma participando desse projeto, e agora eu explico o porquê!

Bom, foi com esse projeto que eu me dei conta de que o mundo é gigantesco e o que une todas essas culturas as quais conheci (e as quais ainda vou conhecer) era uma única coisa em comum, o inglês, e eu não sabia falar inglês então eu não poderia estar entretida 100%, ou engajada 100% se eu não conseguisse me comunicar. Foi um pouco frustrante pois, naquele momento eu estava limitada, eu dependia de pessoas me explicando uma piada em inglês e essa sensação é horrível, ficar boiando em determinado assunto, onde todos riem menos você.

E onde quero chegar com toda essa história?

É que, não tem bicho papão maior do que aquela limitação a qual nós mesmos impomos sobre nós mesmos. Todos somos capazes de aprender um segundo idioma, ainda mais inglês que é tida como um idioma universal, então quero deixar um breve conselho para você que está lendo isso agora:

  • Independente do bloqueio que você tem, ou em qual ponto da vida você se traumatizou tentando aprender inglês, eu digo, não deixe isso te consumir ou te impedir de aprender, você pode deixar de conseguir um emprego, de conhecer alguém legal ou fazer uma viagem incrível internacional pelo simples fato de não saber falar inglês.

Não deixe que nada e nem ninguém te limite a ser muito mais e de conhecer muito mais do que você conhece. Saia da bolha, da inércia e comece a buscar caminhos e alternativas diferentes, busque o que te faz crescer pessoal e profissionalmente.

Se você precisa de uma metodologia nova para aprender inglês eu indico a @falaeducation pois, em menos de 1 ano eu me desenvolvi muito, entendo o que falam e me comunico, ainda não 100%, mas pra quem não sabia nada eu já estou muito mais do que  bem!

Agora é com você!

P.s1.: É você quem cria e alimenta o bicho papão que vive dentro de você, até quando você vai fazer isso?

P.s2.: Aprender inglês me ajudou a manter contato com essas pessoas e a conhecer outras, inclusive mudou a maneira como enxergo o mundo, pode parecer discurso pronto, mas não é, quando você aprende inglês horizontes se abrem e você vê as coisas de outra maneira pelo simples fato de pode entender outras culturas e se comunicar com elas.


[DISPLAY_ULTIMATE_SOCIAL_ICONS]